CDB como funciona e como investir?

CDB como funciona
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O Certificado Depósito Bancário, ou CDB, é uma das opções mais conhecidas entre os investidores. Desse modo, você verá com funciona o CDB, como investir e se é seguro.

Além de saber quais são os tipos existentes no mercado e como funcionam.

O que significa CDB?

Antes de saber como funciona, certamente você tem que entender o que significa o CBD.

Sendo assim, o CDB (Certificado Depósito Bancário) é um investimento em renda fixa emitido pelos bancos. Ao modo que quando você investe em um CDB, está emprestando dinheiro para o banco.

Em seguida, você verá em mais detalhes como funciona essa transação.

CDB como funciona?

Em resumo, o CDB funciona como um empréstimo do seu dinheiro para uma instituição bancária.

Dessa forma, o banco pega o dinheiro que você emprestou e repassa para os seus clientes. E em troca, você como investidor, recebe uma remuneração, os juros do investimento.

Entretanto, existem vários tipos de CDB existentes no mercado. Conforme, você poderá conhecer em seguida.

Quais são os tipos de CDB?

Existem três tipos de CDB no mercado, tendo a sua classificação de acordo com o tipo de rentabilidade que oferecem. Como veremos a seguir:

CDB pós-fixado com funciona?

A rentabilidade do CDB pós-fixado está atrelado a algum indicador. O mais comum é ver CDBs com rendimento atrelado ao CDI, por exemplo, 120% do CDI ao ano.

Taxa CDI: O que é? Como funciona?

Como os indicadores da economia variam com o tempo, os rendimentos do CDB pós-fixado também estão sujeitos a oscilações até a data do vencimento.

Sendo assim, se o indicador sobe, os seus rendimentos também aumentam.

Desse modo, pode ser uma boa alternativa para reservas de médio a longo prazo.

CDB prefixado como funciona?

Diferente do CDB pós-fixado, o CDB prefixado se mantém dessa forma, independente das condições de mercado, a taxa de juros é definida no momento da aplicação sem sofrer variações até o vencimento.

Ou seja, no ato da compra você já sabe exatamente o quanto o seu dinheiro vai valorizar até a data do vencimento. Os prazos para este tipo de CDB variam de 6 meses a 5 anos.

Dessa forma, é uma boa opção para quem procura proteger o patrimônio em momentos de queda da taxa básica de juros, a SELIC.

Então, você pode gostar deste artigo: O que significa SELIC? Veja como afeta o seu dinheiro?

CDB híbrido ou CDB IPCA como funciona?

O CDB híbrido é o menos ofertado no mercado, ele possui uma mesclagem entre o CDB prefixado e o pós-fixado.

Em outras palavras, ele possui uma rentabilidade composto por duas partes: uma prefixada e outra atrelada a algum índice financeiro. Sendo o mais comum, utilizar o principal índice de inflação – IPCA.

Por exemplo, digamos que você tenha um CDB com rendimento de 4,0% + IPCA. Isso significa que ele renderá 4,0% de forma fixa, mais o comportamento oscilatório do IPCA.

Como resultado, sendo uma boa opção para investimentos com prazos mais longos, tendo em vista que seu intuito consiste em proteger o seu dinheiro dos impactos causados pela inflação.

Inflação o que é? Quais são os seus impactos?

Após ter o entendimento de como funciona o CDB, você verá se ele é seguro.

CDB é seguro?

O CDB é muito conhecido pela sua segurança, pois ao investir nessa aplicação financeira, você conta com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) até o limite de R$ 250 mil ao investidor por CPF em cada instituição financeira.

Sendo assim, se a instituição financeira em que você adquiriu o CDB falir, você não perde o seu dinheiro.

Para mais informações, acesse o site do FGC, clicando aqui.

CDB é renda fixa ou variável?

Certamente, você já chegou à conclusão ao ler este artigo que o CDB é um ativo de renda fixa. Pois os ativos nos ativos de renda fixa você tem a previsão de quanto ele irá valer no futuro, mesmo quando ele está atrelado a algum índice. Todavia, você sabe que ele irá render tantos porcentos de um índice.

Diferentemente dos ativos de renda variável, onde não sabemos quanto ele irá valer no futuro, como é o caso das Ações e dos Fundos Imobiliários.

Então, quer saber em mais detalhes sobre ativos de renda variável? Clique aqui!

CDB como investir?

Há duas formas de se investir em CDB, uma é diretamente no seu banco e a outra por uma corretora de valores. A principal diferença é que nas corretoras você encontrará mais opções.

Sendo assim, ao ter conta aberta no banco ou corretora, você irá transferir dinheiro para a sua conta e em seguida escolher o CDB que mais se enquadra nos seus objetivos no momento.

Contudo, fique atento à rentabilidade e aos prazos de vencimento.

E por último, vale ressaltar que quanto menor for a instituição que está emitindo o CDB, maior serão os rendimentos, pois entra a relação risco-retorno.

Quer saber como começar a investir em renda fixa?

Conclusão

Em conclusão, o CDB é uma boa opção para quem deseja diversificar os seus investimentos de forma segura e ter uma garantia de uma rentabilidade mínima.

Além de quê, pode ser uma das opções para aplicar a sua reserva de emergência, principalmente, com os CDBs que oferecem uma liquidez diária.

Você tem uma reserva de emergência? Ainda não? Saiba como fazer reserva de emergência.

Por fim, muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Ativo na Bolsa (Jefferson Dias).

Então, gostou do Artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Talvez você goste dos artigos abaixo:

QQQ ETF
Investimentos Exterior

QQQ ETF – O maior ETF da NASDAQ

O ETF QQQ é um fundo negociado em bolsa que acompanha o Índice Nasdaq-100 e faz parte do seu portfólio as empresas como: Apple, Google,