DEVA11 ou HCTR11 – Qual é o melhor?

DEVA11 OU HCTR11
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

No artigo de hoje, farei um comparativo de dois fundos de papéis que tem os maiores dividend yield nos últimos 12 meses da bolsa. Então, veremos qual é o melhor, DEVA11 ou HCTR11?

Antes de mais nada, é importante destacar que ambos tratam-se de fundos de papel Hi-Yield, ou seja, tem muitos riscos atrelados a eles.

Desse modo, é de extrema importância que você, como investidor, avalie esses riscos antes de investir. Sendo assim, este artigo não trata-se de recomendação de compra ou venda.

Entretanto, uma forma de reduzir estes riscos é alocar uma pequeno percentual da sua carteira para ativos com características de alto risco.

Então, como você faz o controle da sua carteira? Clique no link e confira a melhor opção na minha visão.

domu

Visão geral do DEVA11 e HCTR11

Neste tópico, veremos as seguintes informações: gestão, administração e as taxas, a data de estreia na bolsa e a quantidade de cotistas de cada fundo.

Todavia, vale salientar que a comparação entre FIIs só é feita de maneira justa quando é comparada por Fundos do mesmo segmento. Como o DEVA11 e HCTR11 são fundos que têm como objetivos aferir ganhos através dos CRIs, esta análise é possível de fazer.

Assim, como aqui no blog você também pode conferir uma análise entre o VISC11 ou XPML11.

Em primeiro lugar, veremos dados gerais do DEVA11.

A gestão do DEVA11 é feita pela Devant Asset, a administração do fundo é feita pela Vórtx e em contrapartida a isso, o cotista paga de taxas um percentual ao ano de 1,20%, e ainda mais, há uma cobrança de taxa de performance de 10% do que exceder 100% do CDI. A estreia do DEVA11 na bolsa foi em Agosto de 2020 e atualmente conta com 61.890 cotistas.

Entretanto, quer saber mais informações do DEVA11: Clique aqui.

Em seguida, veremos as informações do HCTR11.

A gestão do HCTR11 é feita pela Hectare Capital e a administração é feita pela Vórtx. Em relação às taxas de administração e de performance são iguais às do FII da Devant, respectivamente, 1,20% e 10% do que exceder do CDI. E por fim, a estreia do HCTR11 na bolsa foi em setembro de 2018 e atualmente conta com 146.054 cotistas.

Então, talvez você goste deste artigo: HCTR11 vale a pena investir?

Conforme podemos ver até agora, nesta análise de DEVA11 ou HCTR11 que as taxas cobradas de ambos fundos são as mesmas e inclusive a taxa de performance. Todavia, o HCTR11 é um fundo mais antigo e tem um número maior de cotistas.

Diversificação do DEVA11 e HCTR11

Agora, iremos analisar a diversificação do DEVA11 e HCTR11, para isso, veremos como ambos fundos estão expostos ao Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs).

O DEVA11 tem 82% do seu patrimônio alocado em CRIs, 9% em outros FIIs e 9% em caixa. A taxa média da carteira de CRIs é de inflação + 10,35% ao ano e CDI + 5,93%. O Devant FII, tem 85 CRIs em seu portfólio, sendo o de maior exposição correspondendo apenas 3,96% do PL do fundo.

Por outro lado, o HCTR11 tem 66,1% do seu PL em CRIs, 25,7% em outros Fundos Imobiliários e 8,2% em caixa. A taxa média ponderada da carteira do Hectare FII é de IPCA + 11,8% e CDI + 4%. E por fim, tem 86 CRIs em seu portfólio, sendo o de maior exposição é 0,62% do PL do fundo.

Até aqui, podemos observar que o DEVA11 está mais exposto aos CRIs, que a quantidade de CRIs é praticamente igual, sendo assim, ambos tem uma boa diversificação. Tanto o DEVA11 quanto o HCTR11 estão expostos aos índices de inflação, quanto ao CDI. Entretanto, com prêmios diferentes.

Em seguida, através de uma tabela iremos avaliar a exposição por indexadores, juntamente com o seu prêmio entre parênteses de cada fundo.

IndexadorDEVA11HCTR11
IPCA92,2% (+10,33%)92,2% (+10,2%)
IGP-M5,8% (+10,73%)5,2% (+11,6%)
CDI1,6% (5,93%)0,7% (+7,0%)
INPC0,4% (9,22%)1,9% (9,2%)
Tabela 1: Indexadores DEVA11 e HCTR11. Fonte: Relatório Gerenciais.

Conforme podemos observar, o DEVA11 e o HCTR11 tem maiores exposições ao IPCA, porém, com prêmios diferentes. Além disso, é possível verificar os outros indexadores e os seus respectivos prêmios.

Confira agora mesmo como funciona o IPCA.

Dados do mercado

Então, iremos analisar as seguintes informações do DEVA11 e HCTR11: Patrimônio Líquido (PL), valor de mercado e o dividend yield.

O PL do DEVA11 é de R$ 1,05 bilhão, o valor de mercado é de R$ 1,09 bilhão, desse modo, o P/VP é de 1,04. Ou seja, o fundo está sendo negociado no mercado secundário 4% acima do seu valor. Em termos de dividend yield nos últimos 12 meses é de 19,04%, ou seja, foi distribuído um dividendo acumulado nos últimos 12 meses de R$ 18,98 por cota.

Confira as informações sobre a emissão do Devant FII: DEVA11 subscrição – 6ª Emissão de cotas

Por outro lado, o PL do HCTR11 é de R$ 2,4 bilhões, o valor de mercado é de R$ 2,4 bilhão, sendo assim, o P/VP é de 1,03. Desse modo, o Hectare FII está sendo negociado 3% acima do seu valor patrimonial. Em relação ao dividend yield nos últimos 12 meses é de 19,05%, ou seja, o dividendo acumulado no último ano é de R$ 23,00 por cota.

Desse modo, conforme os dados acima, podemos observar que o patrimônio líquido do HCTR11 é superior ao DEVA11, que ambos tiveram um DY nos últimos meses praticamente igual e que também estão sendo negociados com o mesmo ágio.

Qual pagou mais?

Tendo em vista que o DEVA11 é um fundo com menos de 2 anos de existência, iremos avaliar quanto cada fundo pagou nos últimos 12 meses, desse modo, iremos levar em conta o pagamento de dividendos e a valorização das cotas.

Para realizar a simulação de ganhos, iremos levar em conta que o investidor tenha adquirido 10 cotas do DEVA11 e do HCTR11. Entretanto, vale ressaltar que os ganhos do passado não são garantia de se repetirem no futuro.

Sendo assim, para adquirir 10 cotas do DEVA11 o cotista teria que desembolsar o total de R$ 1.220,00 e do HCTR11 teria que pagar R$ 1.440,00.

Em primeiro lugar, iremos avaliar o DEVA11. Sendo assim, o investidor teria um total de R$ 189,80, correspondendo aos dividendos de janeiro de 2020 e novembro de 2021. Este valor representa a um Dividend Yield On Cost (YOC) de 15,56%.

Por outro lado, as cotas do Devant FII tiveram uma desvalorização de 18,31%, ou seja, uma perda de patrimônio de R$ 223,40.

Por fim, iremos analisar o HCTR11. Em relação aos dividendos o investidor teria recebido um total de R$ 230,00, isto é, um YOC de 15,97%. Em contrapartida, às cotas do Hectare FII também sofreram uma desvalorização, porém foi de 16,17%, ou seja, uma perda de R$ 232,90.

Em seguida, você pode observar na figura 1 o comparativo do gráfico de cotação do DEVA11 e HCTR11.

Cotação do DEVA11 e HCTR11
Figura 1: Cotação do DEVA11 e HCTR11 nos últimos 12 meses. Fonte: Google Finance.

Desse modo, podemos observar que os ganhos com HCTR11 teriam sido maiores, porém com uma pequena diferença.

DEVA11 ou HCTR11, qual investir?

Em conclusão, você pôde observar que os fundos têm muitas semelhanças e foram os que mais pagaram dividendos nos últimos 12 meses.

O DEVA11 e o HCTR11 estão expostos aos mesmos indexadores, a diferença é só em relação ao prêmio e ainda mais, praticamente com a mesma quantidade de CRIs.

O HCTR11 é um fundo mais antigo e com um patrimônio muito maior e inclusive vem sendo negociado com um desconto mais atrativo, entretanto, o preço do DEVA11 também merece atenção.

Fundos de papel: Como escolher um bom FII de Papel?

Mesmo o DEVA11 sendo um fundo novo, demonstrou do pouco tempo de existência que não veio para brincadeira, pois, tem praticamente remunerado os seus cotistas da mesma forma que o HCTR11 tem feito.

Mas a pergunta que fica, em qual investir?

Eu respondo contra outra pergunta: por que não investir nos dois?

Cabe a você, avaliar os riscos e verificar se na sua carteira cabe fundos com este perfil de risco.

Aproveita e comenta no Instagram se você possui um dos dois, e se não tem, qual o motivo de não ter.

Por fim, muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Jefferson Dias (Ativo na Bolsa).

Então, gostou do artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Tags

Tags

Autor

Autor

Jefferson Mota

Jefferson Mota

CEO Ativo na Bolsa | Engenheiro de Controle e Automação.

Jefferson Mota

Jefferson Mota

CEO Ativo na Bolsa | Engenheiro de Controle e Automação.

Talvez você goste dos artigos abaixo: