FII HGBS11 – O maior fundo de shopping

fii hgbs11
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O FII HGBS11 é o maior fundo de shopping da bolsa, com um patrimônio de R$ 2,1 bilhões e um portfólio com 17 shoppings centers.

Então, no artigo de hoje você terá acesso a uma análise completa do HGBS11.

Entretanto, gostaria de ressaltar que este artigo não trata-se de recomendação de compra.

domu

HGBS11 o que é?

O FII HGBS11 é um fundo imobiliário do segmento de shopping, ou seja, tem como o objetivo obter rendimentos pela aquisição e exploração comercial de shopping centers.

Todavia, a gestão do HGBS11 tem como foco investir em shoppings construídos e em operação com pelo menos 15.000 metros quadrados de área bruta locável (ABL) e localizados em regiões com mínimo 500 mil habitantes.

A estreia do FII HGBS11 foi em dezembro de 2006, sendo assim, um dos fundos imobiliários mais antigos do Brasil. Em termos de fundos de shopping multiativos, ou seja, que possuem mais de um shopping, é o mais antigo.

A gestão e administração do fundo é feita pela Hedge e o cotista paga por esses serviços uma taxa de 0,60% ao ano.

Quem vence essa batalha: VISC11 ou XPML11?

De acordo com o relatório gerencial de dezembro de 2021, o HGBS11 tem aproximadamente 80 mil cotistas e 10 milhões de cotas.

O CNPJ do HGBS11 é 08.431.747/0001-06 e caso queira entrar em contato com a gestão do fundo o e-mail do ri é a ri@hedgeinvest.com.br

FII HGBS11 quais shoppings?

Antes de demonstrar os shoppings que fazem parte da carteira do FII HGBS11 é importante saber de que forma estão distribuídos o patrimônio de R$ 2,1 bilhões do fundo.

Sendo assim, a carteira do Hedge Brasil Shopping FII está alocado da seguinte forma:

  • 90% em estratégicos, porém 67,7% em imóveis e 22,3% em outros FIIs de shoppings.
  • 7,7% em FIIs líquidos;
  • 1,7% em Certificados de Recebíveis Imobiliários;
  • 0,6% em Fundos de Renda Fixa.

Atualmente, o HGBS11 tem investimentos em 17 shoppings centers, distribuídos em 12 cidades e cinco estados, sendo 11 adquiridos de forma direta, 5 através de cotas de outros FIIs (HPDP11, FVPQ11, FLRP11, ABCP11 e JRDM11), 1 detido parte de forma direta e parte em cotas de WPLZ11.

A área bruta locável (ABL) própria do fundo é de 175,5 mil metros quadrados, sendo o Estado de São Paulo responsável por 90% da ABL.

Na figura 1, conforme dado obtido no relatório de dezembro de 2021, você pode conferir os shoppings do FII HGBS11.

Shoppings FII HGBS11
Figura 1: Shoppings HGBS11. Fonte: Relatório Gerencial.

Os shoppings que representam mais 10% da carteira são:

  • Shopping Penha, situado na região central do bairro da Penha, tornou-se um dos pioneiros da zona leste de São Paulo. O HGBS11 detém 87,6% do imóvel.
  • Shopping West Plaza, localizado na zona oeste de São Paulo, é um dos centros comerciais mais importantes da região. O FII HGBS detém 88,8% do imóvel.
  • O Shopping Parque Dom Pedro, é o mais completo centro de compras, lazer, entretenimento e serviços da região de Campinas. O Fundo tem a participação de 10,3% do imóvel, adquirido através de cotas do FII HPDP11.

E por fim, caso queira obter mais informações dos shoppings do HGBS11, clique aqui!

HGBS11 dividendos

Certamente, um dos fatores que chamam atenção dos investidores em relação aos fundos imobiliários são os dividendos. Pois, normalmente são distribuídos aos cotistas mensalmente 95% das receitas.

Sendo assim, neste tópico iremos analisar os dividendos do HGBS11. Entretanto, já adianto que sofreram bastante durante o pico da pandemia, devido às restrições impostas ao funcionamento dos shoppings, afetando assim, os fundos de shoppings.

Em 2018 e 2019, respectivamente, o FII HGBS11 distribuiu em dividendos um valor de R$ 16,19 e 17,40 por cota. Com os impactos da pandemia o valor caiu para R$ 7,21 em 2020, sendo assim, uma redução de 41%.

Contudo, em 2021 já apresentou uma melhora e o valor distribuído foi de R$ 8,55 por cota.

E o último dividendo do HGBS11 será no valor de R$ 1,10, a ser pago no dia 14/01/2022, correspondente ao mês de dezembro de 2021. Desse modo, podemos observar que o valor chega próximo aos R$ 1,40 que estava sendo distribuído antes da pandemia.

Só pra ter noção, com a normalidade das atividades e a volta do consumo, o dividendo em março era de R$ 0,40 em março, ou seja, um aumento de 250%.

Em termos de dividend yield médio no ano de 2021 foi de 0,38% e um rendimento médio de R$ 0,68 por cota.

Por último, é importante destacar que a vacância física do FII HGBS11 é de 5,4% e a inadimplência é de 14,7%.

HGBS11 cotação

Neste tópico, iremos analisar como se comportou a cotação do FII HGBS11 nos últimos 12 meses, para isso iremos analisar o gráfico da Google Finance.

Cotação FII HGBS11
Figura 2: Cotação HGBS11. Fonte: Google Finance.

No dia 13 de janeiro de 2021, exatamente um ano atrás, a cotação do HGBS11 era de R$ 216,18, depois de uma semana ter chegado a sua máxima durante os últimos 12 meses, a R$ 221,25.

Contudo, após isso a cotação do fundo só veio a cair, tendo apenas leves oscilações para cima, porém, sem atingir a máxima.

Desse modo, após 11 meses de obter a cotação máxima, chegou a atingir a mínima, que foi de R$ 155,50 no dia 03 de dezembro de 2021. Todavia, em dezembro houve uma valorização de 23%, encerrando o ano de 2021 com cotação de R$191,91.

Entretanto, em janeiro de 2022 a cotação voltou a cair e hoje é negociada a R$ 178,42.

Então, talvez você goste deste artigo: KNRI11 vale a pena? Por que caiu tanto?

Agora, fazendo uma avaliação do período geral dos últimos 12 meses a cota do HGBS11 teve uma desvalorização de 17,60%, ou seja, uma perda de R$ 38,11 por cota.

Análise FII HGBS11

Em tese, considero o HGBS11 um excelente fundo, pois tem uma boa gestão e diversificação.

Além disso, o fundo demonstrou ao longo do tempo que é bastante resiliente, pois ao longo de sua história passou por vários contextos e manteve o seu portfólio atraente e elevando a sua base de cotistas e patrimônio.

A tese de investimento também considero muito boa, pois, só investe em shoppings já em operação, com no mínimo 15 mil metros quadrados e regiões populosas.

O FII HGBS11 assim como os demais fundos de shopping, passaram por dificuldades durante a pandemia, tiveram suas atividades suspensas e isso impactou diretamente nos seus rendimentos e nas cotações dos fundos.

Entretanto, com a volta das atividades, os shoppings voltaram a ser frequentados pela população.

Por isso, acredito que é muito importante o investidor ter uma visão de longo prazo e agir de forma racional.

Mas antes de você ir, peço para seguir a nossa página no Instagram.

Por fim, muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Jefferson Dias (Ativo na Bolsa).

Então, gostou do artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Tags

Tags

Autor

Autor

Jefferson Mota

Jefferson Mota

CEO Ativo na Bolsa | Engenheiro de Controle e Automação.

Jefferson Mota

Jefferson Mota

CEO Ativo na Bolsa | Engenheiro de Controle e Automação.

Talvez você goste dos artigos abaixo:

KNRI11 vale a pena
Fundos Imobiliários

KNRI11 vale a pena? Por que caiu tanto?

Certamente, você já ouviu falar do KNRI11, pois trata-se de um dos fundos mais antigos da bolsa, juntamente com o HGBS11 e HGLG11. Porém, ultimamente