RECR11 – FII REC Recebíveis Imobiliários

RECR11
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O RECR11 é um fundo de papel que tem se destacado pelo seu elevado dividend yield.

Desse modo, elevou a sua base de cotista. Atualmente, é o quinto nesse quesito. Atrás somente dos seguintes fundos: MXRF11, IRDM11, HCTR11 e o CPTS11.

Sendo assim, no artigo de hoje farei uma análise do RECR11.

Entretanto, este artigo não trata de recomendação.

Mas antes disso, você sabe a importância de ter um gerenciador de investimentos? Clique aqui!

domuapp

RECR11 o que é?

O RECR11 é o ticker (abreviatura) de negociação do FII REC Recebíveis Imobiliários, ou seja, um fundo de papel ou de CRI.

O fundo tem como objetivo realizar investimento de forma ativa em ativos de renda fixa, cuja natureza seja imobiliária, porém, com uma foco maior em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs).

A gestão do fundo é feita pela REC Gestão e administração é feita pela BRL Trust. Em contrapartida, o cotista paga por esses serviços uma taxa anual de 1,20%. Contudo, vale ressaltar que não há cobrança da taxa de performance.

O IPO (Oferta Pública Inicial) do FII REC Recebíveis Imobiliários foi em outubro de 2017, onde foram emitidas 310 mil cotas no mercado.

De acordo com o último informe mensal (08/2021) existem 19 milhões de cotas e o fundo tem 110 cotistas.

Ainda mais, é possível observar no informe que o valor patrimonial do fundo é de R$ 1,8 bilhão e de mercado é de R$ 2 bilhões. Desse modo, o P/VP é de 1,07.

Como o intuito do blog é sempre facilitar a sua vida na hora do IR, o CNPJ do RECR11 é 28.152.272/0001-26. Todavia, tem uma ótima ferramenta que irá lhe ajudar mais ainda na hora da declaração do imposto de renda, o DOMU. Através do link abaixo, você poderá testar durante 30 dias sem nenhum tipo de cobrança.

Link do DOMU com direito a testar durante 30 dias grátis.

Alocação do patrimônio líquido

A alocação do patrimônio líquido do RECR11 está alocado da seguinte forma:

  • 87% em CRIs;
  • 13% em outros fundos imobiliários;
  • E menos de zero por cento em outros ativos.

Como a maior parte do PL do fundo está em Certificado de Recebíveis Imobiliários, irei detalhar algumas informações pertinentes em seguida.

Em primeiro lugar, o RECR11 tem 73 CRIs em seu portfólio, o de maior concentração corresponde a 5,7%. Dessa forma, podemos observar o quanto é diversificada a carteira do fundo.

Em segundo lugar, o LTV médio da carteira é de 50%, vale ressaltar que quanto melhor este percentual é melhor, e a duration dos CRIs é de 3,5 anos.

E por fim, como é a distribuição por indexador (fig. 1) e a taxa média (fig. 2).

CRIs RECR11
Figura 1: Distribuição por indexador. Fonte: REC Gestão.

Conforme pode-se ser visto na figura 1, a maior parte dos CRIs estão indexados ao IPCA (54%), parte significativa em CDI (31%), pequena parcela em IGP-M (11%) e ainda mais uma parte pré-fixada (4%).

Em seguida, com a figura 2, será possível ter um entendimento melhor em relação à taxa pré-fixada.

Taxas RECR11
Figura 2: Taxa média dos CRIs. Fonte: REC Gestão.

Os Fundos de papel pagam a taxa da inflação mais um prêmio. Sendo assim, com a figura 2 é possível saber a taxa de prêmio atribuída a cada indexador.

E conforme citado anteriormente, 4% dos CRIs do RECR11 estão com uma taxa pré-fixada de 8,10% ao ano.

Em seguida, analisaremos o histórico dos dividendos.

RECR11 Dividendos

Então, neste tópico iremos observar como foi a distribuição dos rendimentos do RECR11 nos últimos anos.

Em 2018 e 2019, respectivamente, o fundo distribuiu R$ 11,71 e R$ 9,54 por cota.

Em 2020, foi distribuído um total de R$ 11,17 e em 2021, até setembro, já foi pago em dividendos ao cotista um total de R$ 10,79. Isto é, dinheiro sem ser necessário vender as cotas.

Em seguida, destacarei algumas informações dos últimos 12 meses.

Nesse intervalo de tempo, o dividendo acumulado é de R$ 14,72 e o dividend yield é de R$ 14,43%. Podemos concluir que é um número bastante expressivo, do mesmo modo aconteceu com o DEVA11.

E por fim, o rendimento médio mensal nos últimos 12 meses é de R$ 1,23 e um DY de 1,20%.

Contudo, o último dividendo pago foi no dia 15 de setembro de 2021, com um valor de R$ 1,10 e um DY de 1,04%.

Como analisar a gestão dos FIIs? (Blog Bem na FIIta).

RECR11 Cotação

Neste tópico iremos analisar a cotação do RECR11 desde a sua oferta inicial pública. Para isso, vamos utilizar o gráfico da Google Finance, conforme abaixo.

recr11 cotação
Figura 3: Cotação do RECR11. Fonte: Google Finance.

De acordo com o gráfico de cotação, o fundo teve uma desvalorização de 0,69%, ou seja, uma perda de valor de mercado de R$ 0,71.

Contudo, neste intervalo de tempo a desvalorização chegou ser maior, como ocorreu em 16 de outubro de 2020, a cotação chegou a ser de R$ 96,65.

Por outro lado, a cotação máxima do fundo foi de R$ 115,22 no dia 26 de fevereiro de 2021.

Entretanto, a cotação do RECR11 é de R$ 101,99 e o valor patrimonial da cota é de R$ 95,44.

Como é o pensamento rico? (Blog Lucando na Bolsa).

O FII REC Recebíveis Imobiliários vale a pena?

Por fim, encerro o artigo com a seguinte reflexão: O RECR11 vale a pena?

O fundo tem uma carteira bem diversificada em diversos fatores, têm entregue aos cotistas bons rendimentos e tem aumentado a sua base de cotistas nos últimos anos. Desse modo, acredito que vale a pena um estudo mais detalhado.

Sendo assim, analisando de forma mais profunda o fundo, você poderá analisar se de fato vale a pena investir no RECR11. Pois, é importante frisar que essa escolha só cabe a você.

Então, talvez você goste desse artigo: Como escolher um bom FII de papel?

Muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Jefferson Dias (Ativo na Bolsa).

Então, gostou do Artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Talvez você goste dos artigos abaixo: