VGIR11 – Fundo de Papel da Valora focado em CDI

VGIR11
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O VGIR11 é um fundo de papel, ou seja, de CRI (Certificados de Recebíveis Imobiliários) que tem como objetivo a aquisição de CRIs lastreado ao CDI.

Então, no artigo de hoje você conhecerá em detalhes este fundo de papel.

Contudo, vale ressaltar que este artigo não trata-se de recomendação de compra. Pois, é meramente informativo.

Sendo assim, vamos para mais uma análise de um fundo imobiliário.

O que é VGIR11?

O VGIR11 ou Valora RE III Fundo de Investimento Imobiliário, é um FII que investe majoritariamente em Certificados de Recebíveis Imobiliários. Portanto, é um fundo de papel.

Entretanto, na ANBIMA o fundo é classificado como um FII de Títulos de Valores Mobiliários e Gestão Ativa.

O Valora RE teve o seu IPO em julho de 2018, desse modo, podemos concluir que trata-se de um fundo recente da nossa bolsa. Assim, como o KNSC11 (você pode conferir clicando no link).

A gestão do fundo é feita pela Valora Investimentos, experiente gestora em crédito privado, e a administração é feita pelo banco BTG Pactual. Desse modo, o cotista paga 1%, de taxa, ao ano sobre o valor de patrimônio líquido.

E além dessa taxa, o cotista pode pagar uma taxa de performance de 20% do que exceder do CDI.

Então, quer saber o que é e como funciona o CDI? Clique aqui!

Em termos de cotistas, atualmente o VGIR11 tem aproximadamente 25 mil e 4,5 milhões de cotas no mercado.

E em relação ao patrimônio líquido e valor de mercado, respectivamente, aproximadamente o fundo tem R$ 436 milhões e R$ 427 milhões, desse modo, o fundo está sendo negociado com um deságio de 2%, ou seja, P/VP 0,98.

E por fim, pensando na facilitação na declaração do imposto de renda, o CNPJ do VGIR11 é 29.852.732/0001-91. Entretanto, apresento uma ferramenta em que você não precisa ter a preocupação com o IR, o Domuapp, faça o teste com o link abaixo durante 30 dias.

Domuapp – Gerenciador de investimentos

Composição da carteira do Valora RE III

Conforme o relatório gerencial de julho de 2021, 100% do Patrimônio Líquido (PL) do VGIR11 está alocado em CRI.

Vale ressaltar que o foco da gestão é ter maior alocação possível em CRIs e que tenham uma boa liquidez, pois permite aproveitar eventuais oportunidades no mercado e entregar ótimos rendimentos ao cotista do fundo.

Ao todo o Valor RE III tem 40 CRIs em seu portfólio, o de maior exposição representa 7,47% do PL e a carteira tem uma duration médio de 2,8 anos.

O VGIR11 tem como objetivo entregar uma rentabilidade de CDI + prêmio. Dessa forma, a Valora busca concentrar os ativos do fundo em CRIs que possuam indexador de CDI.

Sendo assim, é uma boa oportunidade quando a SELIC estiver em alta.

Quer saber mais sobre a SELIC? Clique aqui!

Entretanto, a gestão sempre está aberta a oportunidades de investimentos que possuam indexador ligados à inflação. Desse modo, 87% do PL está concentrado em CDI e 13% em IPCA, conforme pode-se observar na figura 1.

VGIR11 CRI
Figura 1: Taxa de Juros de Aquisição do VGIR11. Fonte: Valora.

Como podemos observar na figura 1, o prêmio médio da carteira é CDI + 4,7% e IPCA + 7,42%.

Em seguida, veremos a distribuição dos proventos do VGIR11.

VGIR11 Dividendos

Os fundos imobiliários são um excelente tipo de investimento para quem busca viver de renda, pois, por lei são obrigados a distribuírem 95% da receita semestralmente, contudo é uma prática comum que o pagamento seja feito mensalmente.

Então, quer saber mais sobre os fundos imobiliários? Acesse este artigo: O que são os fundos imobiliários? Quais são os riscos?

Em 2019 e 2020, respectivamente, o VGIR11 pagou R$ 9,08 e R$ 5,90 por cota. E em 2021, até o mês de agosto, já foi pago o valor de R$ 4,20 por cota.

Contudo, o último pagamento foi no dia 13 de agosto de 2021, com o valor de R$ 0,65 por cota, representando um DY de 0,69%.

Entretanto, como o VGIR11 é um fundo de papel que tem como objetivo entregar ao cotista um rendimento de CDI + um prêmio, irei compartilhar um gráfico que mostrará o histórico de pagamento dos últimos 12 meses e a sua relação com o CDI.

Histórico de dividendos do VGIR11.
Figura 2: Histórico de dividendos do VGIR11. Fonte: Valora.

Na figura 2, podemos observar o valor de mercado da cota, o dividendo e o Dividend Yield em relação ao CDI nos últimos 12 meses.

Sendo assim, podemos ver que durante esse período o VGIR11 entregou um rendimento sempre acima do CDI, tendo como médio um prêmio de CDI + 4,29%.

VGIR11 Cotação

Neste tópico, analisaremos a cotação histórica do VGIR11. Para isso, vamos utilizar o gráfico de cotação do Google Finance, conforme pode ser visto na figura abaixo.

cotação VGIR11
Figura 3: Gráfico de cotação do VGIR11. Fonte: Google Finance.

Conforme, você pode observar no gráfico, a cotação do Valora RE III teve uma desvalorização de 5,03% desde o seu IPO. Em outras palavras, quem investiu R$ 1.000 estaria hoje R$ 949,70.

Todavia, é bom ressaltar que o foco de quem investe em fundos imobiliários deve ser a renda e não a valorização da cota, principalmente em fundos de papel.

Entretanto, neste mesmo período, o VGIR11 apresentou uma valorização de 28% em 3 de janeiro de 2020, quando o valor da cota estava sendo negociado a R$ 128,00.

Já a desvalorização mínima foi de 26%, quando o preço da cota chegou a ser negociado a R$ 74,00 em 3 de abril de 2020.

HCTR11 vale a pena investir?

Atualmente, a cotação do VGIR11 é de R$ 94,97.

Conclusão

O VGIR11 é um fundo de papel que tem uma gestão ativa, pois tem feito giros na carteira nos últimos meses.

É uma excelente oportunidade para quem busca um FII que irá se dar bem com a alta da taxa SELIC, como vimos ao longo do artigo, o objetivo da gestão é entregar ao cotista o CDI + prêmio.

Além disso, 13% do PL está concentrado em CRIs indexados ao IPCA, isso faz com que o aumento da inflação impacta positivamente no rendimento do cotista.

Ainda mais, tem uma carteira diversificada, com o maior CRI representando 7,47% do PL do fundo.

Todavia, vale ressaltar que este artigo não trata-se de recomendação de compra, é apenas informativo.

Como escolher um bom FII de Papel?

Gostou das informações aqui apresentadas? Comenta lá no instagram e aproveita e segue o perfil @ativonabolsa.

Por fim, muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Jefferson Dias (Ativo na Bolsa).

Então, gostou do Artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Talvez você goste dos artigos abaixo: