VISC11 ou XPML11 – Qual é o melhor FII de Shopping?

Visc11 ou XPML11
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

No artigo de hoje, farei um comparativo dos maiores FII de Shopping em números de cotistas. Então, qual é o melhor FII deste segmento? VISC11 ou XPML11?

Antes de mais nada, a comparação de fundos imobiliários só é possível fazer quando se tratam do mesmo segmento.

E ainda mais, vale ressaltar que este artigo não trata-se de recomendação de compra.

Então, confira até o final e saiba qual é o melhor FII de Shopping.

Dados Gerais

Em primeiro lugar, levantarei informações relevantes dos FIIs, tais como: Gestão e as taxas, a estreia na bolsa e a quantidade de cotistas de cada fundo.

A gestão do VISC11 é feita pela Vinci e a taxa cobrada por isso é de 1,35% ao ano, teve a sua estreia na bolsa em agosto de 2013, atualmente tem 194.012 cotistas e ao todo foram feitas 6 emissões.

Já a gestão do XPML11 é feita pela XP, desse modo o cotista paga 0,75% ao ano e ainda é cobrada uma taxa de performance, o IPO do XP Malls foi em dezembro de 2017, atualmente tem 251.800 cotistas e ao todo foram feitas 5 emissões.

Assim, podemos concluir nessa primeira comparação que o VISC11 é mais antigo que o XPML11, tendo uma diferença de 4 anos.

Entretanto as taxas cobradas pela XP são menores, porém cobra taxa de performance. E o XPML11 tem mais cotistas que o VISC11.

Em seguida, irei analisar informações acerca dos ativos.

Ativos – Quem leva a melhor? VISC11 ou XPML11?

Nesse segundo momento, as informações serão sobre a quantidade de ativos, ABL, localização, além da atual vacância de cada FII, assim, você saberá quem leva a melhor, VISC11 ou XPML11.

Atualmente, o VISC11 consta com em seu portfólio 15 shopping centers, espalhados por 10 estados, tendo 9 administradoras distintas, portanto, tem uma boa diversificação.

Os shoppings do fundo da Vinci estão localizados majoritariamente em termos de ABL nos Estados de São Paulo (29%), Ceará (15%) e Rio de Janeiro (14%).

Como resultado, o VISC11 apresenta um ABL total de 158.900 m².

Contudo, o fundo da Vinci apresenta uma vacância de 8,5% e uma inadimplência de 11,8%.

Em contrapartida, o XPML11 tem participação em 11 shopping centers, situados em 5 estados e também 5 administradoras distintas.

Os ativos imobiliários do fundo da XP estão em cinco Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Bahia e Amazonas e apresenta uma ABL total de 103.308 m².

Entretanto, o XPML11 apresenta uma vacância de 5,8% e uma inadimplência de 19,3%.

Desse modo, em termos número de ativos, quantidade de locais e tamanho da ABL o VISC11 leva vantagem.

Contudo, a vacância do XPML11 é menor, todavia a inadimplência é maior.

Dados do mercado

Neste tópico, vamos observar algumas informações acerca do mercado de cada fundo, tais como Patrimônio Líquido (PL) e Valor de Mercado e dividend yield.

Em primeiro lugar, vamos analisar o valor patrimonial e de mercado de cada fundo.

Desse modo, o PL do VISC11 é de R$ 1,7 bilhões, enquanto o valor de mercado é R$ 1,5 bilhões, ou seja, o P/VP é de 0,89. Em contrapartida, o PL e valor de mercado, respectivamente, do XPML é de R$ 2 bilhões e R$ 1,9 bilhões, então, o P/VP é de 0,94.

Sendo assim, podemos concluir que o XPML11 tem um Patrimônio Líquido maior, ou seja, isso mostra a qualidade dos ativos do fundo da XP.

Todavia, vale salientar que o VISC11 está sendo negociado com um deságio maior, pois tem um P/VP de 0,89%.

Em segundo lugar, vamos analisar o valor do dividend yield anual (DY) nos últimos 12 meses.

Então, o VISC11 apresenta um DY de 3,79% a.a e o XPML11 um DY de 3,77% a.a. Dessa forma, o VISC11 apresenta uma leve vantagem.

Em seguida, farei uma simulação de investimento sobre cada um dos fundos.

Ganhos reais na prática – VISC11 e XPML11

Antes de tudo, vale frisar que os rendimentos passados não são garantia de se repetirem no futuro.

Agora, farei um exemplo prático de quanto você teria recebido se tivesse adquirido 10 cotas de cada fundo em dezembro de 2018. Conforme descrito a seguir.

Desse modo, a análise será feita nos dividendos pagos nos anos de 2019, 2020 e até o primeiro semestre de 2021.

Em primeiro lugar, vamos analisar os ganhos no VISC11.

Caso você tivesse adquirido 10 cotas do fundo da Vinci em dezembro de 2018, teria investido R$ 1.056,80 e teria recebido R$ 144,30 de proventos, então, representando um total de 13,65% do valor investido.

Por outro lado, caso você tivesse adquirido a mesma quantidade de cotas do XPML11 na mesma data, teria investido um total de R$ 1.049,40 e teria recebido R$ 123,20 de rendimentos, equivalente a um retorno de 11,74% do montante investido.

Desse modo, podemos concluir que você teria melhores ganhos se tivesse investido no VISC11.

Ainda não sabe como funciona a bolsa de valores? Clique aqui e confira um artigo do parceiro novato da bolsa.

Na sua opinião, quem é o melhor entre VISC11 ou XPML11?

Conforme você pôde ver ao longo deste artigo, os dois fundos são os queridinhos do segmento de shopping, pois são os maiores em números de cotistas, superando inclusive o HGBS11.

Mas na sua opinião, quem é o melhor dos dois fundos?

Clique aqui e comente na postagem do Instagram.

Por fim, separei dois artigos:

Muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Jefferson Dias (Ativo na Bolsa).

Então, gostou do Artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Talvez você goste dos artigos abaixo: