VT ETF: Vale a pena investir nesse ETF?

VT ETF
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O número de investidores brasileiros na bolsa americana vem aumentando ao decorrer dos anos. Diante desse cenário, muitos têm escolhido os ETFs como uma das opções, dentre as opções o VT ETF. Mas será que vale a pena investir neste ETF?

Certamente o Vanguard Total World Stock ETF, ou VT, é um dos ETFs preferidos da bolsa americana. Contudo, muitos investidores têm dúvidas sobre esse ETF.

Desse modo, no artigo hoje, iremos falar sobre os seguintes tópicos:

  • O que é VT ETF?
  • Qual a composição do VT ETF?
  • O VT ETF paga dividendos?
  • Valorização do VT ETF
  • Quais ganhos em reais teria no VT ETF?
  • Vale a pena investir no VT ETF?

Vale ressaltar que o artigo de hoje não se trata de indicação de compra ou venda de ativos.

Desse modo, o artigo foi redigido somente para fins educativos e expressa a minha opinião como investidor sobre se vale a pena investir no Vanguard Total World Stock.

O que é VT ETF?

O Vanguard Total World Stock ETF é um ETF listado na bolsa de valores americana, da categoria estoque global. Tendo início de negociação no ano de 2008.

De acordo com o regulamento do ETF, o objetivo do fundo é acompanhar o desempenho do índice FTSE Global ALL Cap, que cobre mercados bem estabelecidos e ainda em desenvolvimento. Com o foco em investimentos em ações estrangeiras e americanas.

Sendo assim, o índice é de flutuação livre, ponderado pela capitalização de mercado, projetado para medir o desempenho do mercado de ações de grande, média e pequena capitalização de empresas localizadas em todo o mundo.

A gestão é feita pela Vanguard, que cobra uma taxa de 0,08% ao ano.

Qual a composição do VT ETF?

O Vanguard Total World Stock inclui aproximadamente 8.849 ações de empresas, localizadas em 47 países, incluindo mercados desenvolvidos e emergentes.

Nesse sentido, 88,90% da receita do fundo está alocada em países desenvolvidos e 11,10% em países emergentes.

Atualmente, o fundo tem um patrimônio líquido de $ 24,6B (24,6 bilhões de dólares).

Em seguida, veremos com mais detalhes a composição do fundo.

Exposição por Região

Em dezembro de 2020, último dado revelado pela gestora, o fundo tem uma vasta diversidade por continental e mercados.

Dessa forma, a composição do ETF por região é demonstrado na figura 1.

Vanguard total world stock região
Figura 1: Composição por região do VT ETF. Fonte: Site Vanguard (2020).

Exposição por Região

Sob o mesmo ponto de vista, selecionei as 10 maiores posições por países.

Sendo assim, a composição dos 10 maiores países é demonstrado na figura 2.

VT ETF países
Figura 2: Composição por países do VT ETF. Fonte: Site Vanguard (2020).

Conforme detalhado na figura 2, as 10 maiores posições correspondem a 86,78% do portfólio do fundo. Desta forma, os outros 37 países correspondem a 13,22% do fundo.

Bem como, o fundo está exposto às moedas desses países. Dessa forma, o VT ETF está exposto ao Dólar Americano, ao EURO, Libra Esterlina, Franco Suíço e entre outras moedas.

As 10 maiores empresas

Do mesmo modo, veremos as 10 maiores posições por Holdings.

Portanto, a composição das 10 maiores empresas é demonstrado na figura 3.

VT ETF Empresas
Figura 3: As 10 maiores posições por Holdings do VT ETF. Fonte: Site Vanguard (2020).

Conforme detalhado na figura 3, o top 10 tem oito empresas dos Estados Unidos e duas empresas da China.

Porém, o top 10 corresponde apenas 12,75% do ETF. Sendo assim, mostra o quão diversificado é o Vanguard Total World Stock.

Na imagem 3, é ainda possível verificar o percentual que cada empresa representa no portfólio do fundo e o seu setor de atuação.

O VT ETF paga dividendos?

Primeiramente, sim, o Vanguard Total World Stock paga dividendos.

O pagamento é feito trimestralmente aos cotistas do fundo. Sendo assim, os pagamentos ocorrem na última semana dos meses de março, junho, setembro e dezembro de cada ano.

Nos anos de 2018 e 2019, respectivamente, o fundo pagou $1,62 e $ 1,88 (em dólar americano) por cota.

Entretanto, no ano de 2020, o fundo pagou $ 1,53 por cota.

Em termo de dividend yield anual (DY) do fundo é de 1,85%. Entretanto, por se tratar de mercado americano, onde a taxa de juros é praticamente zero, é consideravelmente bom.

Posteriormente, veremos a cotação do VT ETF.

Valorização do VT ETF

Com a finalidade de avaliar o comportamento de mercado do VT ETF, sem dúvidas, vale a pena analisar o gráfico de cotação do fundo.

De acordo com os dados divulgados no site da gestora do fundo, desde a criação do VT, o fundo teve uma valorização da cota de 7,41%. Ou seja, se o investidor estivesse investido $ 100 em 2008, no início do VT, hoje estaria valendo $ 107,41.

A seguir, a figura 4 detalha bem o comportamento da cota desde do inicio do ETF.

Cotação VT ETF
Figura 4: Valorização do VT ETF. Fonte: Site Vanguard (2020).

A figura 4 mostra o desempenho do VT e a do índice FTSE Global ALL Cap, respectivamente. Em outras palavras, o que representa o VT é o da cor azul.

Em seguida, veremos o poder dos juros composto, o forte da renda variável.

Caso o investidor tivesse reinvestido os dividendos recebidos, a performance seria de 143,68%.

Sendo assim, a figura 5 detalha bem o retorno com os investimentos dos dividendos do ETF.

Desempenho Vanguard Total World Stock
Figura 5: Rentabilidade do VT ETF com o reinvestimento dos dividendos. Fonte: Site Vanguard (2020).

Dessa forma, com o reinvestimento dos dividendos os $ 100 hoje estaria valendo $ 243,68.

Em seguida, veremos como ficaria esses ganhos na nossa moeda, o real.

Quais ganhos em reais teria no VT ETF?

Agora, vejamos a valorização cambial, a valorização do dólar sobre o real.

O dólar em 2008 valia R$ 1,60. Hoje (dia da redação deste artigo) está valendo R$ 5,37. Sendo assim, tendo uma valorização 235,26% frente ao real.

E como ficaria a valorização cambial?

Utilizando o mesmo exemplo dos $ 100.

Em primeiro lugar, o investidor teria investido R$ 160, correspondente aos $100 em 2008.

Em segundo lugar, com a valorização da cota e do dólar o investidor teria R$ 576,80 em VT ETF, sem contar com os dividendos recebidos. Ou seja, uma valorização de 260,50%.

Por fim, caso tivesse reinvestido os dividendos teria R$ 1.308,56. Ou seja, uma valorização de 717,85%.

Em síntese, fica claro como é importante investir no exterior e reinvestir os dividendos.

Vale a pena investir no VT ETF?

Na minha opinião como investidor de longo prazo e com a estratégia de investir no Exterior apenas por ETF, o VT ETF é uma excelente opção.

Por causa de sua diversificação global, exposto a vários mercados, moedas, países e empresas.

Além disso, apenas ele em carteira daria para se aposentar tranquilamente.

Entretanto, vale ressaltar que a decisão sobre compras e vendas de ativos é individual e deve ser tomada com cautela, respeitando o seu perfil de investidor.

Sendo assim, vale a pena o estudo do VT ETF para fins de composição de carteira de investimentos com visão de longo prazo.

Por fim, muito obrigado pela atenção e até a próxima.

Um forte abraço,

Jefferson Dias (Ativo na Bolsa).

Então, gostou do Artigo? Compartilhe:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Talvez você goste dos artigos abaixo: